‘E o Senhor dará nas tuas mãos…’

O desejo ardia em meu coração. E além do desejo em si, o que ardia também era o desejo de que este fosse o desejo de Deus também. Porque sabemos que os desejos de Deus são maiores que os nossos, e nem sempre o que desejamos é o melhor pra nós. Este era (e ainda é) um desejo bem guardado. nunca contei pra ninguém, nem pros meus amigos mais íntimos. Apenas para Aquele Amigo que é o mais íntimo de todos: Jesus.

E um dia, depois de varrer a igreja após o culto, algo que eu e mais um ou dois irmãos fazemos costumeiramente, fomos orar para agradecer. Até aí tudo normal. A partir dai começou ‘o que não era normal’: o Espirito Santo tomou um daqueles irmãos e pregou minha vida toda. Pregou coisas que só eu sabia, promessas que Deus havia me feito desde crianças e que guardo no coração sem contar a ninguém. Deus tomou o homem e confirmou a minha vontade: ” Você pediu e eu trarei em suas mãos”!

Isso nunca havia acontecido comigo. Quando a gente vê alguém contando, ás vezes a gente até se pergunta se é verdade mesmo. Mas agora eu sabia que era verdade. Aconteceu comigo!

Carregar a Promessa é ótimo! Lembrar a cada dia da profecia, da palavra e algo que nos alimenta. E assim tem sido, tenho me alimentado diariamente da palavra, da profecia feita sobre minha cabeça. Da certeza de que Deus “não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa”.

“Eu sei Senhor! Eu te conheço! E Tu já tens feito muito em minha vida! Não consigo me lembrar de uma promessa que o Senhor tenha feito e não tenha cumprido. Também não consigo me lembrar de ter perecido por alguma necessidade que o Senhor não tenha suprido.Mas sei lá Senhor… algo me tomou depois disso tudo… Um desanimo, uma incerteza… um desespero! É como se de repente as coisas tivessem parado de andar. É como se tudo fosse mentira, tudo fosse apenas sonho, e nada fosse acontecer… uma angustia de choro, de morte!…”

“Definitivamente eu não estou só. O Senhor está comigo! E aprendi que, se o Senhor precisar mostrar que realmente está comigo, o Senhor mostrará. E assim foi. Tomando pessoas que eu nem conhecia, de uma maneira que eu nem imaginava, o Senhor mostrou que estava do meu lado. O Senhor sabia que eu precisava de colo, e me deu colo todo dia: uma leitura, uma canção, uma palavra, um testemunho… A cada dia o Senhor aparecia de uma maneira, e assim, com toda a paciência que só um Pai tem por um filho, o Senhor foi me recuperando diariamente… E eu quero aproveitar pra te agradecer Senhor, porque o Senhor realmente me colocou de pé… naquele dia em que eu caí em minha cama, cobri a minha cabeça e chorei, tomando todo o cuidado para não fazer barulho e chamar a atenção de alguém… naquele dia eu senti tanta angústia que eu pensei que jamais levantaria daquela cama. E era essa a minha vontade. Eu, que mesmo em dias de folga costumava levantar da cama as 7, naquele dia só levantei bem depois das 10, sinceramente , sem nenhuma vontade…”

“Mas o Senhor restaurou minhas forças! E só o Senhor sabe como eu te agradeço por isso meu Deus! Não há palavras para descrever minha gratidão…”

Passou-se alguns dias depois disso e eu tenho sentido Deus tocar fortemente no meu coração. Tenho sentido uma vontade inexplicável de ler o livro de Josué… “Pai, eu conheço a história de Josué: ‘esforça-te e tenha bom animo, não pasmes nem te espantes…'”

Mas a vontade continuava. Aumentava a cada dia. Um dia eu resolvi começar a ler. Li o primeiro e o segundo capítulo. Um versiculo em particular me chamou a atenção:

E disseram a Josué: Certamente o SENHOR tem dado toda esta terra nas nossas mãos, pois até todos os moradores estão atemorizados diante de nós.
Josué 2:24

“O Senhor tem dado nas MÃOS de Josué? Como assim “nas mãos”? Josué e aquele povo tiveram que invadir a terra e matar todos os povos que se opuseram contra eles… Uma luta terrível! Como assim o Senhor deu nas mãos de Josué…” – Por alguns dias fiquei pensativo em tudo aquilo que tinha lido. Pensativo e questionando.

Mas um dia eu finalmente entendi o que Deus estava querendo falar comigo: “Meu filho, não é porque eu te dei algo é que vc não precisará de lutar por isso.”

Verdade, né Deus? Nada nessa vida é de mão beijada né… é preciso lutar!

Lendo um capitulo por dia, eu cheguei rapidamente ao capitulo 6, onde eu comecei a entender o que realmente Deus queria me dizer…

O capítulo 6 narra a parte em que Josué e o povo de Israel tomam a cidade de Jericó. Entre todas as recomendações que Deus dá ao povo, ele deixa uma bem clara:

Porém a cidade será anátema ao SENHOR, ela e tudo quanto houver nela; somente a prostituta Raabe viverá; ela e todos os que com ela estiverem em casa; porquanto escondeu os mensageiros que enviamos.
Tão-somente guardai-vos do anátema, para que não toqueis nem tomeis alguma coisa dele, e assim façais maldito o arraial de Israel, e o perturbeis.
Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro são consagrados ao SENHOR; irão ao tesouro do SENHOR.
Josué 6:17-19

Era pra invadir a cidade, matar a todos que habitavam  a cidade (exceto a prostituta Raabe, que deu fuga aos dois que Josué havia mandado anteriormente a Jerico (Josué, cap 2), mas não era para se apossar de nada que havia na cidade. Mas Acã desobedeceu a Deus:

E transgrediram os filhos de Israel no anátema; porque Acã filho de Carmi, filho de Zabdi, filho de Zerá, da tribo de Judá, tomou do anátema, e a ira do SENHOR se acendeu contra os filhos de Israel.
Josué 7:1

E assim Deus abandonou Israel. Se vc continuar lendo o capitulo 7, verá que Israel perdeu a batalha contra o povo de Ai, a menor das tribos que Israel enfrentou. Depois disso Josué, inconformado com a derrota, se humilhou diante de Deus. E Deus revelou tudo o que tinha sucedido, e assim Acã e toda sua família foram queimados e apedrejados! ( A lei naqueles tempos era assim…)

Mas voltando aqui, eu comecei a refletir nisso tudo e comecei a perceber que Deus realmente tinha dado aquela terra nas mãos daquele povo, independente das batalhas que eles passaram, porque na única vez que Deus se ausentou, eles foram humilhados perante o menor dos povos.

“É Senhor, Tú realmente és a nossa força. por mais que tenhamos que lutar, se o Senhor não estiver conosco, nossa luta é em vão”.

O que me levou a outro entendimento:

“É Pai: e da mesma maneira que Josué e aquele povo lutava, sabendo da Tua promessa, que o Senhor já havia dado a vitória nas mãos deles, eu tenho que lutar, da mesma maneira. Lutar, sabendo que o Senhor já me deu a vitória…”

Aí eu cheguei onde finalmente Deus queria que eu chegasse. Eu estava parado. Desde o dia em que o Senhor confirmou meus desejos, eu parei de lutar. Pasmei. Achei que Deus faria tudo e achei que não precisaria fazer nada. E quando vi tudo parado (afinal eu parei também), eu caí em desespero, achando que Deus tinha esquecido de mim.

E é isso que eu quero te dizer: quando Deus promete, ele está te incentivando a lutar, porque ele está prometendo a vitória. É pra vc lutar, não pra parar.

Deus tem te prometido coisas?

E vc, tem lutado pela fé, sabendo que Deus já te deu a vitória?

Reflita sobre isso.

Fique na paz Daquele que já garantiu a vitória das nossas batalhas!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s